Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de outubro de 2019, 20h40

Bolsonaro silencia sobre crise com PSL em live com veio da Havan

"Acho que ninguém gosta de contribuir, né?", comentou Bolsonaro em live ao lado de Luciano Hang, que deve R$ 168 milhões para a Receita Federal

Reprodução/Facebook

Durante live semanal realizada nesta quinta-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro ignorou completamente a crise que seu partido, o PSL, vive nos bastidores. Ao lado do empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, Bolsonaro não comentou sobre a crise política, mas fez piadas sobre medidas que adotou esta semana e comentou sobre o gol marcado por Felipe Melo, do Palmeiras.

Apesar de protagonizar uma forte disputa nos bastidores do PSL contra o presidente nacional da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE), o ex-capitão tem evitado comentar publicamente sobre o caso. Nesta quinta ele se limitou a lamentar vazamento de conversa que teve com parlamentares. “Eu não trato publicamente desse assunto. Converso individualmente. Se alguém grampeou telefone, primeiro é uma desonestidade”, disse Bolsonaro.

Mesmo sem declarações públicas, o presidente tem reagido no tabuleiro político após ser derrotado por Bivar no comando da bancada do partido. Ele parece ter desistido da ideia de indicar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como embaixador e destituiu Joice Hasselmann (PSL-SP) da liderança do governo no Congresso. Joice desabafou dizendo que “estava cansada de fazer discursos para consertar as trapalhadas desse governo”.

Ninguém gosta de contribuir

Ao lado do caricato Hang – que trajava o tradicional terno verde e amarelo -, Bolsonaro fez piada sobre um de seus projetos, a Medida Provisória do Contribuinte Legal. “A medida provisória do Contribuinte Legal… Sei que contribuinte fica chato, né? Acho que ninguém gosta de contribuir, né?”, comentou Bolsonaro.

O dono da Havan interrompeu dizendo que gosta sim contribuir, apesar de ter uma dívida com a Receita Federal de R$ 168 milhões. “[Contribuo] Muito, muito, muito. Eu contribuo com 22 mil colaboradores, nós este ano devemos contribuir com R$ 3,2 bilhões em impostos e benefícios”, declarou.

Dentre outros assuntos, Bolsonaro criticou “multas abusivas” aplicadas por fiscais da Receita, comentou sobre o derramamento de óleo nas praias do Nordeste dizendo que o governo está atuando e elogiou o jogador Felipe Melo, que dedicou o gol marcado no jogo contra a Chapecoense ao presidente. “É um jogador de raça, determinação. Jogador que leva estímulo e determinação”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum