Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de março de 2019, 15h03

Bolsonaro sobre caso Marielle: “Também estou interessado em saber quem mandou me matar”

Bolsonaro ainda colocou em dúvida o trabalho feito pela polícia e o ministério público na prisão do sargento reformado Ronnie Lessa e do ex-policial Élcio Vieira de Queiroz."Espero que realmente a apuração tenha chegado de fato a quem foram os executores, se é que foram eles, e a quem mandou matar"

Bolsonaro no Palácio do Planalto (Foto: Carolina Antunes/PR)

Ao comentar a prisão de dois PMs – um deles vizinho de condomínio – pela execução do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol), Jair Bolsonaro (PSL) disse que “é possível que tenha um mandante” e cobrou investigações sobre a facada que levou durante a campanha presidencial no ano passado.

“E também estou interessado em saber quem mandou me matar”, disse a jornalistas nesta terça-feira (12) após encontro com o presidente paraguaio, Mario Abdo, no Palácio do Planalto.

Bolsonaro ainda colocou em dúvida o trabalho feito pela polícia e o Ministério Público na prisão do sargento reformado Ronnie Lessa e do ex-policial Élcio Vieira de Queiroz.

“Espero que realmente a apuração tenha chegado de fato a quem foram os executores, se é que foram eles, e a quem mandou matar”, disse.

Sobre a foto em que aparece ao lado de Élcio, o capitão minimizou. “Eu tenho foto com milhares de policiais civis e militares, com milhares, do Brasil todo.”

Questionado se sentiu-se surpreso com envolvimento de ex-policiais, Bolsonaro não respondeu, mas disse que não acredita que existam crimes impossíveis de serem solucionados, “coisa rara”.

Bolsonaro disse ainda que conheceu a Marielle depois que ela foi assassinada. “Não conhecia ela apesar de ela ser vereadora lá com o meu filho [o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ)] no Rio de Janeiro.”

Com informações da Folha de S.Paulo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum