Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de março de 2018, 11h04

Bolsonaro sobre participação em seu governo: “Se botar as mulheres vou ter que indicar quantos afrodescendentes?”

O deputado cometeu várias gafes e também desacatou uma repórter

O deputado Jair Bolsonaro (RJ), pré-candidato à Presidência pelo PSL, disse nesta quinta-feira (8), em Pouso Alegre, por ocasião do Dia das Mulheres: “Respeito as mulheres, mas alguém aqui quer a volta da Dilma (Rousseff) por acaso?”, disse o deputado. “Não é questão de gênero. Tem que botar quem dê conta do recado. Se botar as mulheres vou ter que indicar quantos afrodescendentes?”, completou.

O próprio Bolsonaro falou sobre o “estigma” de machista que, segundo ele, a imprensa e os adversários tentam lhe imputar. “Não é isso, meu Deus do céu? Me perguntam quem vai ser meu vice. Vai ser uma mulher para tirar aquele estigma de que vocês me acusam? Me apontem um áudio disso aí. Um discurso em que eu discrimino as mulheres”, desafiou.

Ao responder a uma repórter sobre o imbróglio com a deputada petista Maria do Rosário (RS), que lhe rendeu um processo por apologia ao estupro no Supremo Tribunal Federal, Bolsonaro disse: “Não me faça pergunta idiota”, disse o deputado à repórter de uma rádio que perguntou

Os apoiadores também foram ao delírio. “Chora, Rosário”, gritavam. Segundo a segurança do aeroporto, havia cerca de 200 pessoas entre passageiros, trabalhadores e militantes que foram especialmente para prestar apoio a Bolsonaro. Número muito inferior à previsão de mil bolsonaristas repassada pelos organizadores da recepção, na véspera, à administração de Viracopos.

Ainda na rodoviária, Bolsonaro cometeu uma gafe ao confundir o nome da cidade de Pouso Alegre, chamando-a de Porto Alegre. Algumas pessoas ensaiaram uma vaia. O pré-candidato então justificou-se. “É que estou vendo um monte de gaúcho”, disse.

Com informações do Estadão

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum