Fórumcast #20
29 de novembro de 2018, 15h19

Bolsonaro, sobre tuíte do filho: “minha morte interessa a muita gente”

Carlos Bolsonaro postou: "a morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto"

Foto: Reprodução

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, comentou com jornalistas, nesta quinta-feira (29), tuíte de seu filho Carlos Bolsonaro com a frase: “minha morte interessa a muita gente”.

Na quarta-feira à noite, o vereador pelo Rio de Janeiro escreveu que “a morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto”.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“A morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto. Principalmente após de sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!”

Veja também:  Após "piada" com a Lusa, Weintraub tenta se redimir: "A camisa é vermelha, mas o número não é 13"

Questionado sobre o que seu filho queria dizer com “estão muito perto”, Bolsonaro desconversou. “Quando eu recebi a facada estava muito próximo de mim o elemento”, comentou.

Sobre seu agressor, Adélio Bispo de Oliveira, Bolsonaro disse. “Recentemente era filiado ao PSOL. E houve o caso do outro que tentou entrar no Congresso com a identidade dele”, apontou. “No meu entender a investigação está muito fácil de ser concluída”.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum