Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de dezembro de 2019, 06h35

Bolsonaro suspende nomeações dos presidentes da Fundação Palmares e Iphan

Indicação de Sérgio Camargo para a Fundação Palmares foi alvo de críticas por seus posicionamentos contrários a questões importantes na luta contra o racismo

Reprodução

Após intensa reação de movimentos negros e suspensão por decisão da Justiça, o governo de Jair Bolsonaro voltou atrás na escolha do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Palmares, órgão de promoção da cultura afro-brasileira. A nomeação da arquiteta Luciana Rocha Feres para o comando do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) também foi cancelada.

Camargo foi alvo de críticas por ser abertamente racista e costumeiramente atacar personalidades e questões que são importantes para o movimento negro. Ele é contra o dia da Consciência Negra, além de já ter dito que a atriz Taís Araújo deve voltar para a África e que a escravidão foi boa porque negros viveriam em condições melhores no Brasil do que no continente africano.

Nas redes sociais, Camargo classifica o racismo no Brasil como “nutella”. “Racismo real existe nos Estados Unidos. A negrada daqui reclama porque é imbecil e desinformada pela esquerda”, escreveu.

O próprio irmão de Sérgio, Wadico Camargo, já usou as redes sociais para protestar contra o jornalista. Wadico disse que tem vergonha “de ser irmão desse ‘capitão do mato’, Sérgio Nascimento Camargo, hoje nomeado presidente da Fundação Palmares”.

Iphan

A nomeação de Luciana Rocha Feres havia sido uma indicação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Apesar de possuir perfil técnico e curricular ligado ao setor, a preferência do secretário especial de Cultura, Roberto Alvim, era outra: ele escolheria Olav Schrader, do movimento monarquista e ligado ao guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum