Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de fevereiro de 2019, 14h44

Bolsonaro tem alta e retorna à Brasília em meio a crises provocadas pelos filhos

Durante os dias passados no hospital, Bolsonaro viu os filhos abrirem frentes de crise no núcleo central do governo por divergências com aliados, além de acompanhar os trâmites da segunda investigação envolvendo Flavio

Carlos, Eduardo e Flávio e o pai, Jair Bolsonaro (Montagem/Divulgação)

Após 17 dias internado, o presidente Jair Bolsonaro recebeu alta do hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta quarta-feira (13) e chega à Brasília em meio a crises no núcleo político provocada pelos filhos.

Submetido à terceira cirurgia – para retirada da bolsa de colostomia – em decorrência do ataque a faca ocorrido durante a campanha eleitoral, Bolsonaro teve a recuperação adiada após ser diagnosticado com quadro de pneumonia.

Durante os dias passados no hospital, Bolsonaro viu os filhos abrirem frentes de crise no núcleo central do governo por divergências com aliados, além de acompanhar os trâmites da segunda investigação envolvendo Flavio Bolsonaro. Carregando pendências do caso Queiroz, Flávio é alvo do Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro em razão do aumento exponencial do patrimônio com negociações relâmpagos e lucrativas no ramo imobiliário.

Deputado Estadual, Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ) tem desferido ataques ao vice-presidente, General Hamilton Mourão (PRTB), e municiado aliados de peso, como Olavo de Carvalho e Steve Bannon, para minar o protagonismo do número dois do governo. Nesta terça-feira (13), em entrevista à Rede TV, Eduardo disse que falta “traquejo político” a Mourão, que não fez nenhuma visita a Bolsonaro durante o período de internação.

Já o vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ) abriu nova trincheira de crise ao desmentir pelo Twitter o secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno, horas antes da alta do pai. Sob denúncias de repassar verbas do PSL para suposta candidatura laranja de ex-assessora, Bebianno negou crise dizendo que havia falado com Bolsonaro por três vezes neste terça-feira (12). Carlos, no entanto, disse que o pai não trocou nenhuma palavra com o secretário.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum