quarta-feira, 28 out 2020
Publicidade

Bolsonaro tem amizade com Queiroz há mais de 30 anos: “É meu soldado”

Preso na manhã desta quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de São Paulo, Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, possui uma relação de longa data com o presidente Jair Bolsonaro.

Em outubro de 2019, ao comentar sobre um áudio vazado do ex-assessor, Bolsonaro disse que Queiroz é seu amigo “desde 1985”, mas que não conversava mais com ele desde que se iniciaram as investigações sobre o esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

“Ele (Queiroz) é meu amigo desde 1985, é meu soldado. Desde esse problema, não converso mais com ele”, afirmou o presidente.

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro havia sido flagrado em um áudio em que dá dicas de como fazer indicações políticas em gabinetes de parlamentares.

Na ocasião, Bolsonaro minimizou a fala de Queiroz e disse que “alguém” tem que ir atrás dele. “Sobre o Queiroz, alguém tem que ir atrás dele com o que ele falou. E outra, é um áudio bobo: tem fila na porta do Flávio. Se tivesse fila todo mundo saberia”, disse.

O policial aposentado foi preso pela Polícia Civil em uma chácara em Atibaia, no interior de São Paulo. O imóvel pertence a Frederick Wassef, advogado do filho do presidente.

Segundo informações de Bruno Tavares, na GloboNews, policiais e promoters relataram que Queiroz era mantido em esquema de proteção no imóvel, pois já se imaginava que ele poderia ser preso.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.