Bolsonaro tem reunião com Republicanos e se aproxima de Celso Russomanno

O ex-capitão dedicou bastante tempo para Russomano no mesmo dia em que o PSB "vetou" um BolsoFrança

O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta quarta-feira (2), dirigentes do partido Republicanos em café da manhã no Palácio do Planalto. Entre os presentes estavam dois deputados federais da legenda que são pré-candidatos a prefeitos em capitais: Celso Russomanno, de São Paulo, e Capitão Alberto Neto, de Manaus.

Segundo informações do Estado de S. Paulo, além da dupla estavam presentes o presidente da sigla, Marcos Pereira, e o deputado Marco Feliciano (Republicanos-SP). Dois dos filhos do ex-capitão integram a legenda (o senador Flávio e o vereador Carlos) e o Republicanos é um dos caminhos possíveis para o presidente caso o Aliança pelo Brasil não saia do papel.

No encontro, Bolsonaro prometeu apoiar Alberto Neto em um potencial segundo turno e escolheu o parlamentar como um dos vice-líderes do governo.

Já com Russomanno, o tratamento foi diferente. O presidente reservou um espaço na agenda também no período da tarde, em uma sinalização de apoio. Ainda não oficializado pelo Republicanos, o deputado busca ser o representante de Bolsonaro o pleito paulistano, mas também pode acabar como vice de Bruno Covas (PSDB) ou Márcio França (PSB), segundo o Estadão.

Com o chamado do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, contra um “BolsoFrança” em São Paulo, o ex-capitão parece ter perdido um aliado.

“Conheço tão bem Márcio França que não vislumbro ele fazendo campanha com Bolsonaro, sinceramente. Ele vai fazer a campanha dele. Com Bolsonaro, não. Ele sabe que somos um partido de oposição e ele vai fazer a campanha dele e apresentar soluções para São Paulo”, afirmou Siqueira em entrevista à Folha.

Com informações da Jovem Pan e do Estado de Minas

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR