Bolsonaro usa Secom para se defender de denúncia por genocídio apresentada em Haia

A secretaria ainda inflou os números do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro voltou a usar a Secretaria de Comunicação Social do Governo (Secom) para rebater questionamentos apresentados contra ele. Dessa vez, a pasta decidiu “desmentir” uma denúncia apresentada por entidades médicas contra o presidente por genocídio do Tribunal Penal Internacional, em Haia, na Holanda.

“Uma nação que trabalha unida pelo bem de todos não se deixa abalar por quem politiza até doença. O Brasil vai em frente”, diz a publicação que traz oito “verdades” sobre a atuação do presidente diante da pandemia.

A publicação foi curtida pelo perfil pessoal do presidente.

Os pontos trazem contradições e reforçam a narrativa de que foi Bolsonaro quem criou o auxílio emergencial de R$ 600- quando na realidade ele defendia apenas um voucher de R$ 200. A Secom faz uma afirmação questionável sobre o benefício dizendo que ele chegou para “mais da metade dos brasileiros”.

Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, 65,3 milhões receberam o auxílio, bem longe dos 105 milhões necessários para conformar a “mais da metade” da população.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR