sábado, 26 set 2020
Publicidade

Bolsonaro volta a dizer que não houve ditadura no Brasil

Jair Bolsonaro voltou a negar o óbvio. Durante entrevista a José Luiz Datena, na TV Bandeirantes, o presidente declarou que não houve ditadura no Brasil. “Temos de conhecer a verdade. Regime nenhum é uma maravilha. E onde você viu uma ditadura entregar o governo de forma pacífica? Então, não houve ditadura”, decretou.

O militar da reserva declarou, ainda, que o governo militar “teve alguns probleminhas”, mas funcionou como obstáculo para que o Brasil não enveredasse para o socialismo, uma das obsessões de Bolsonaro.

Na última segunda-feira (25), o general Otávio Rêgo Barros, porta-voz da Presidência, disse, em coletiva, que Bolsonaro havia determinado ao Ministério da Defesa que fossem realizadas celebrações em unidades militares no dia 31 de março, data que marca o golpe militar e a o início da ditadura no país.

Em resposta, nesta quarta-feira (27), a juíza federal Irani Silva da Luz, da 6ª Vara Cível em Brasília, deu cinco dias de prazo para que a União e Bolsonaro se manifestem sobre ação que tem por objetivo proibir quartéis de comemorar o golpe militar.

O Ministério Público Federal e a Defensoria Pública da União já se manifestaram de forma contrária à determinação de Bolsonaro, no sentido de orientar a celebração do golpe militar.

Pacote

Em outro trecho da entrevista a Datena, Bolsonaro destacou que “o povo quer que o pacote anticrime de Sérgio Moro seja votado logo no Congresso”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.