Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de setembro de 2019, 20h30

Abatido, Bolsonaro faz live mais curta que o normal e não comenta afastamento maior

O presidente exibiu um boné "Make Brazil Great Again" e não comentou sobre a ampliação de sua licença médica por mais 4 dias.

Reprodução/Youtube

Internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro fez uma versão improvisada e mais curta de sua live semanal nesta quinta-feira (12). Sob medicação, Bolsonaro falou por três minutos comentando alguns assuntos da semana e sobre a visita que recebeu dos médicos que o atenderam em Minas Gerais, no ano passado. O presidente exibiu um boné “Make Brazil Great Again” e não comentou sobre a ampliação de sua licença médica por mais 4 dias.

Entre os assuntos comentados por Bolsonaro estava a nova carteirinha de estudante do governo, medida criticada pela União Nacional dos Estudantes por permitir ao Ministério da Educação acesso a dados estudantis e por ser uma forma de asfixiar a entidade. O presidente também comentou sobre outras questões, mas sem grande aprofundamento e metade do tempo foi dedicado a uma homenagem aos médicos que o trataram.

Apesar de não usar de sua retórica polêmica, Bolsonaro colocou sobre a mesa em que gravou a transmissão ao vivo um boné escrito “Make Brazil Great Again” (Faça o Brasil Grande Novamente), em referência ao slogan da campanha de Donald Trump à presidência dos EUA. Trump é tido como um grande aliado de Bolsonaro e visto como uma fonte de inspiração.

A extensão de sua licença médica por mais quatro dias não foi comentada pelo presidente, que se limitou a dizer que pretende estar com sua transmissão ao vivo normal na próxima quinta-feira.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum