Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de setembro de 2019, 13h03

Advogados e ativistas internacionais querem levar Bolsonaro à Corte de Haia por ecocídio

“Ele (Bolsonaro) se tornou o garoto-propaganda para a necessária qualificação do crime de ecocídio”, declarou Jojo Mehta, uma das fundadoras do Stop Ecocide

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O descaso com o meio ambiente, o incentivo ao desmatamento e a falta de iniciativa do governo de Jair Bolsonaro para combater os inúmeros incêndios na Amazônia motivaram um grupo de advogados e ativistas a ter uma ideia radical.

Eles pretendem que daqui a alguns anos Bolsonaro seja mandado à Corte de Haia para ser julgado por ecocídio, que representa a destruição intencional e indiscriminada do meio ambiente. Eles aguardam que o crime seja considerado tão grave quanto outros contra a humanidade, de acordo com informações do The New York Times.

“Ele (Bolsonaro) se tornou o garoto-propaganda para a necessária qualificação do crime de ecocídio”, declarou Jojo Mehta, uma das fundadoras do Stop Ecocide, movimento que busca dar ao Tribunal Penal Internacional (TPI) jurisdição para processar líderes mundiais e empresas que provoquem danos ao meio ambiente.

Símbolo

Os ativistas destacam que Bolsonaro é o principal símbolo do ecocídio. É de extrema direita e ex-capitão do Exército, que fez campanha eleitoral prometendo reverter direitos dos indígenas à terra e abrir áreas de proteção ambiental para mineração, agricultura e madeireiras.

Desde janeiro, quando Bolsonaro assumiu a presidência, o desmatamento avançou significativamente na Amazônia, o que contribuiu para a ocorrência de milhares de incêndios na região.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum