Fórumcast #19
13 de agosto de 2019, 11h58

Ao lado de Onyx, Bolsonaro diz que vai resolver casos de corrupção com “voadora no pescoço”

Bolsonaro ainda disse que seu governo não está imune à corrupção e que "pode ser que aconteça algum caso, sim"

Foto: Isac Nóbrega/PR

Durante coletiva de imprensa em evento nesta segunda-feira (12) na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro respondeu ao repórter Lennon Haas, da Rádio Camaquense, que seu governo não está imune à corrupção, mas que se acontecer, “vai ser voadora no pescoço”.

O repórter questionou o presidente sobre o que o governo estaria fazendo de diferente com relação aos anteriores para ter concluído as obras da estrada BR-116. Como resposta, Bolsonaro diz “não petralhar” e “não deportar dinheiro em paraíso fiscal”, mas que seu governo não está imune à corrupção e que pode vir a acontecer casos.

Na ocasião, Jair Bolsonaro falava ao lado de seu ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Em diálogo da Vaza Jato revelado pelo site The Intercept no Twitter nesta segunda-feira (12), o procurador-chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, confirmou que sabia desde antes de abril de 2017 do envolvimento de Onyx no recebimento de propina no lobby das chamadas “10 Medidas contra a Corrupção”, proposta pela Lava Jato. Fato foi ignorado por Dallagnol, que “fingiu” que não sabia do envolvimento.

Veja também:  Alemanha responde a provocação de Bolsonaro e posta vídeo de florestas e parques

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum