Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de agosto de 2019, 11h41

Após censura de Bolsonaro, BB estreia comercial mais conservador

A peça publicitária vetada ficou cerca de 15 dias no ar e tinha a presença de atores com tatuagens e cabelos coloridos, além de uma personagem transexual, focando na diversidade dos jovens brasileiros

Imagem do comercial censurado por Bolsonaro - Foto: Reprodução

O Banco do Brasil lançou seu primeiro comercial depois do veto do presidente Jair Bolsonaro à campanha inicial, veiculada em abril. A nova propaganda continua destacando o processo digital de abertura de contas, através de aplicativo, mas adota uma comunicação mais conservadora.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

O comercial vetado ficou cerca de 15 dias no ar e tinha a presença de atores com tatuagens e cabelos coloridos, além de uma personagem transexual, focando na diversidade dos jovens brasileiros. Na época, Bolsonaro afirmou que a linha publicitária do banco havia mudado e que era necessário “respeito à família”. Ainda, exonerou o diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim.

Atualmente, o Banco do Brasil está passando por um processo de desmonte proposto pelo governo Jair Bolsonaro, com um programa de demissão dos funcionários e medidas como redução de cargos e agências. Em maio, nos EUA, o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou que a intenção é fundir o BB com o Bank of America.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum