quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

Após chantagem de Guedes, Bolsonaro reajusta salário mínimo para R$ 1.039 em 2020

Quinze dias depois que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma chantagem, declarando que aumentar o salário mínimo acima da inflação iria causar desemprego em massa, Jair Bolsonaro sancionou o reajuste do valor, que passa dos atuais R$ 998 para R$ 1.039.

O aumento anunciado nesta terça-feira (21) é de 4,1% em relação ao salário mínimo atual. A última projeção do sistema financeiro para a inflação em 2019 foi de 4,04%.

A MP (medida provisória) com o novo valor, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada em edição extra do Diário Oficial.

O valor do piso serve para balizar os pagamentos de benefícios assistenciais, previdenciários, além do abono salarial e do seguro-desemprego.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.