sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Após novas medidas do GSI, até Bolsonaro passa por raio X e detector de metais antes de viajar

Depois do escândalo do militar da Aeronáutica preso em Sevilla, na Espanha, com 39 quilos de cocaína, em um dos aviões presidenciais, durante viagem da comitiva oficial para o G20, no Japão, o Gabinete do Segurança Institucional (GSI), comandado pelo general Augusto Heleno, adotou novas medidas.

A partir de agora, além de toda a tripulação e equipe, até Jair Bolsonaro terá de passar pelo detector de metais e raio x antes de embarcar no avião presidencial.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Estreia

A nova metodologia de segurança já foi, inclusive, colocada em prática na última quarta-feira (3), durante a viagem de Bolsonaro a São Paulo.

Antes das novas diretrizes, apenas as bagagens despachadas passavam pelo raio x e, mesmo assim, pelo critério de amostragem (checagem em apenas algumas pessoas, aleatoriamente).

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.