Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de setembro de 2019, 15h45

Após reunião a portas fechadas com Trump, governo Bolsonaro volta a atacar Maduro

Em caso de aprovação, projeto de criação de investigação internacional colocaria Venezuela nas mesmas condições de Síria, Mianmar e Coreia do Norte dentro da estrutura de inquérito da ONU

Nicolás Maduro: Foto: Reprodução

Após encontro com Donald Trump, que contou com a participação de Eduardo Bolsonaro, virtual futuro embaixador brasileiro em Washington, e Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, o governo Bolsonaro volta a atacar Nicolas Maduro.

 O Itamaraty encaminhou à ONU um projeto de resolução que pede a criação de uma investigação internacional contra o regime comandado pelo presidente venezuelano, de acordo com a coluna de Jamil Chade, no UOL.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

A proposta, agora, será debatida na reunião do Conselho de Direitos Humanos da ONU, que será realizada a partir da semana que vem.

Assinam o documento, além do Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala e Peru. México, Uruguai e Equador não ratificaram a proposta.

Oposição forte

A ideia deve ter forte oposição de russos, chineses, turcos, cubanos, bolivianos e outros aliados de Caracas. Além desses, boa parte dos europeus receia que os canais de diálogo com Maduro se fechem definitivamente.

A proposta segue as diretrizes da ONU sobre a Síria. Coreia do Norte e Mianmar também foram alvos de comissões de inquérito da organização.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum