Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de agosto de 2019, 12h45

Auxílio-paletó: Governo já gastou R$ 246 milhões com privilégio para militares de alta patente

Benefício existe desde 2001 para custear gastos com roupas para o trabalho, o que na prática serve como privilégio remuneratório para militares de alta patente

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em meio à recessão econômica e PIB patinando, chamam a atenção os gastos altos do governo de Jair Bolsonaro (PSL) com benefícios para militares. Nos seis primeiros meses de 2019, o governo já gastou R$ 246 milhões com o chamado “auxílio-paletó”, um benefício para custear gastos com roupas para o trabalho, o que na prática serve como privilégio remuneratório para militares de alta patente. Os gastos deste ano foram 19% maiores do que os R$ 207 milhões desembolsados no mesmo período do ano passado.

Os dados, apurados pela ONG Contas Abertas a pedido do UOL, apontam para um aumento de 850% de 2012 a 2018. De um modo geral, o investimento no auxílio permaneceu crescente ano após ano, com pequenas variações. Saltaram para R$ 422 milhões, em 2014, e R$ 428 milhões, em 2015. Recuaram para R$ 401 milhões em 2016 e voltaram a subir no ano seguinte (R$ 423,4 milhões), caindo para R$ 355,4 milhões no ano passado.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Especialistas consideram que o auxílio-paletó não é benefício, mas sim privilégio. “É um acinte às outras categorias”, opinou o cientista político e professor de história na UFSC, Waldir Rampinelli, que chamou o bônus de “penduricalho”.

A medida foi regulamentada em Medida Provisória (MP) de 2001 e beneficia, principalmente, os oficiais de alta patente do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Os auxílios podem chegar a R$ 13,4 mil quando se trata de general de Exército, almirante de esquadra ou tenente-brigadeiro. Diz a MP que o militar tem direito a um soldo “a cada três anos quando permanecer no mesmo posto ou graduação”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum