Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de novembro de 2019, 06h20

Bancos vão lucrar R$ 480 bilhões em 10 anos com reforma da Previdência, diz estimativa com base em dados do FMI

Estudo do FMI concluiu que reformas similares no sistema de aposentadorias em outros países resultou na transferência de 60% para bancos privados do valor do dinheiro que foi reduzido nos pagamentos de benefícios feitos pelo Estado

Bolsonaro no lançamento da campanha da Nova Previdência (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Uma estimativa da consultoria Mercer, com base em estudo do Fundo Monetário Internacional (FMI), calcula que os bancos privados devem lucrar cerca de R$ 480 bilhões em 10 anos com a reforma da Previdência de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro, que vai diminuir os valores das aposentadorias pagos pelo Estado e obrigar os brasileiros a pouparem por conta própria.

O estudo do FMI concluiu que reformas similares no sistema de aposentadorias em outros países resultou na transferência de 60% para bancos privados do valor do dinheiro que foi reduzido nos pagamentos feitos pelo Estado. As informações foram divulgadas em reportagem de Antonio Temóteo, no Portal Uol neste sábado (16).

Em entrevista ao portal, Guilherme Gazzoni, líder de Desenvolvimento de Produtos da Mercer Brasil, afirmou que com a reforma da Previdência, os brasileiros serão obrigados a poupar para a velhice.

“Sistemas de previdência pública mais generosos não incentivam a formação de poupança privada. No Brasil, muitas pessoas continuam cobertas pela Previdência Social após a reforma, mas outro grupo significativo terá benefícios com valores menores a partir de regras de acesso mais rígidas”, declarou.

Ele lembrou, no entanto, que os mais pobres não terão “incentivos” para poupar, pois gastam todo o orçamento com a sobrevivência.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum