Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de julho de 2019, 07h38

Bolsonaristas manobram para Eduardo assumir embaixada nos EUA sem perder mandato de deputado

Com anúncio da indicação do filho de Bolsonaro para a embaixada nos EUA, deputados correm para coletar assinaturas para PEC proposta pelo capitão Augusto (PL/SP), que mantém o mandato de paralmentares que assumirem cargos diplomáticos

Eduardo Bolsonaro em festa para fãs de Trump nos EUA (Reprodução/Twitter)

Futuro embaixador do Brasil em Washington, nos Estados Unidos, o filho 03 de Jair Bolsonaro já articula com aliados para buscar uma manobra para que possa assumir o cargo na diplomacia sem, no entanto, perder o mandato de deputado federal. O anúncio da possível ida de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada brasileira nos Estados Unidos foi feito pelo pai um dia após o deputado completar 35 anos – idade mínima para assumir o posto.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

No mesmo instante, a tropa de choque bolsonarista no Congresso já se mobilizava para coletar assinaturas para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do colega Capitão Augusto (PL/SP), que resguarda o mandato de deputados e senadores que assumirem os cargos de chefe de missão diplomática temporária ou permanente.

Autor da PEC, Augusto nega que a proposta esteja relacionada à indicação de Eduardo.

“Tento apresentar essa proposta desde a última legislatura . Mas outros temas eram mais prioritários e acabei não investindo. Agora, com essa indicação, vou acelerar a coleta de assinaturas. Tenho cerca de 140. E também vou pedir celeridade na votação”, disse ao jornal o Globo.

Ele alega que políticos têm mais habilidade para assumir esses cargos e não podem ser “punidos” com a perda de mandato ao aceitá-los.

“Sanar os problemas da Terra”
Aliada de primeira hora do clã Bolsonaro, a deputada e líder do movimento Nas Ruas, Carla Zambelli (PSL/SP) comemorou com entusiamo a provável indicação de seu colega de bancada, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

“Sim, o Eduardo Bolsonaro foi cogitado pelo Presidente Jair Bolsonaro para ser o Embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Se aceito pelo Eduardo, ganha o Brasil, ganha os EUA, ganha o Planeta, com mais oportunidade de sanar os problemas de toda a Terra”, escreveu.

Já Eduardo Bolsonaro disse que sua indicação pode ser “vista com bons olhos”, por ser filho do presidente e não um funcionário de carreira do Itamaraty. “Eu fico imaginado o povo dos Estados Unidos vendo um presidente mandando um filho para o seu país. Não sou diplomata de carreira, não fiz concurso pública. Muitas vezes as pessoas entendem que a indicação política demonstra compromisso maior. Imagino que a indicação de alguém tão próxima seria vista com bons olhos”, disse.

Ao ser perguntado sobre uma possível participação do ideólogo Olavo de Carvalho nos quadros da embaixada, o deputado disse que o guru será conselheiro e parceiro para “dar uns tiros no final de semana no quintal dele”.

“Olavo certamente serve como conselheiro. Não tenho contato diário com ele, mas certamente é referência. Independente de estar dentro ou fora do governo. Quem sabe, se futuramente venha a se concretizar, a gente não venha a fazer uns churrascos e dar uns tiros no final de semana no quintal dele (Olavo)”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum