Bolsonaro: alta da energia é resultado da crise “ideológica” nos reservatórios; veja vídeo

Após Paulo Guedes minimizar o impacto do aumento do preço da energia na economia, Bolsonaro cometeu gafe ao atribuir reajustes à crise "ideológica" nos reservatórios das usinas hidrelétricas. Assista

Após Paulo Guedes minimizar o impacto do aumento da energia na economia, Jair Bolsonaro (Sem partido) cometeu uma gafe em entrevista na manhã desta quinta-feira (26) ao atribuir a alta dos preços à crise “ideológica” nos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Ao explicar a inflação galopante, que em quatro capitais já ultrapassa os dois dígitos no acumulado dos últimos 12 meses, Bolsonaro disse que a alta de preços é “global” devido ao “fecha tudo, lockdown”.

“A questão quando fala em alimentos, né? O ‘fique em casa’ começou-se a produzir menos no Brasil. E o consumo, acredite, aumentou. Consequência: inflação. Estamos vivendo a maior crise ideológica da história do Brasil. Nos últimos 91 anos nunca se viu uma seca tão grande. Afeta diretamente o quê? Geração de energia e a energia move a economia”, disse Bolsonaro no ato falho, ao trocar a palavra hidrológica por ideológica.

Veja vídeo

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR