Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de setembro de 2019, 19h35

Bolsonaro corta tarifa de importação de etanol, dificulta vida de produtores brasileiros e Trump comemora

Decisão foi articulada entre o Ministério da Agricultura, o aspirante a embaixador Eduardo Bolsonaro e o presidente dos EUA, Donald Trump

Trump., Eduardo e Bolsonaro (Foto: Reprodução/Facebook)

Em portaria publicada pelo Ministério da Economia e pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais no sábado (31), o governo Bolsonaro decidiu aumentar o limite de litros de etanol importados sem taxa. Antes a cota máxima era de 600 milhões de litros anuais, agora são 750 milhões, um aumento de 25%. A medida foi comemorada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Segundo dados do governo, 99,7% do etanol importado no Brasil vem dos Estados Unidos, gerando um impacto direto nos cofres do país de Trump. O imposto sobre a importação é de 20%, mas a taxa só passa a ser cobrada após a cota ser estourada.

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) comemorou a medida porque esperava coisa pior. No início do ano chegou a ser cogitado o fim da taxação para qualquer cota de importação, dificultando ainda mais os produtores nacionais. A Unica avaliou que o acordo final “demonstra firmeza do Brasil” por estabelecer “condições para um incremento futuro do comércio bilateral de etanol”.

A medida foi articulada entre a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) – aspirante a embaixador do Brasil nos EUA – e o presidente dos EUA, Donald Trump.

Trump foi ao Twitter comemorar a mudança. “O Brasil permitirá que mais etanol americano entre no país sem tarifas, uma decisão que as usinas brasileiras estão comemorando. A reação aparentemente contra-intuitiva decorre do tom das negociações em andamento entre a nação sul-americana e os EUA por um Acordo Comercial”, tuitou.

Até mesmo o comentarista de política internacional da GloboNews, Guga Chacra, questionou a medida. “Trump afirma que o Brasil irá permitir a entrada de etanol americano sem a necessidade de pagar tarifas. Não sei qual a lógica de o governo brasileiro permitir, já que Brasil é concorrente dos EUA neste setor”, disse.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum