Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de setembro de 2019, 11h18

Bolsonaro escala cinco ministros para receber garimpeiros ilegais que queimaram caminhão do Ibama no PA

Garimpeiros ilegais queimaram caminhão que estava sendo usado para abastecer três helicópteros que apoiavam uma operação contra o tráfico de madeira. Eles foram recebidos no Planalto com promessas de "regularização fundiária e a exploração mineral em terras indígenas"

Garimpeiros queimam caminhão-tanque a serviço do Ibama no Pará (Reprodução)

Antes de retomar as atividades no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro escalou cinco ministros para receber nesta segunda-feira (16) um grupo de garimpeiros ilegais que queimaram um caminhão-tanque a serviço do Ibama, em Boa Vista do Pacarana, no Pará, na semana passada fechando trecho da BR-163.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

O veículo estava sendo usado para abastecer três helicópteros que apoiavam uma operação contra o tráfico de madeira. Por causa do ataque, o Ibama teve de abortar a operação que estava sendo realizada na Terra Indígena Zoró.

Nesta segunda-feira, os garimpeiros ilegais foram recebidos no Planalto pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que assegurou que o governo se compromete a achar uma solução “estruturante e de longo prazo” para as demandas trazidas pelos garimpeiros.

“Em duas semanas nos reuniremos novamente e apresentaremos nossas propostas de soluções para a questão da regularização fundiária e a exploração mineral em terras indígenas”, prometeu Onyx aos garimpeiros

Participaram também da reunião os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles; da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos; da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira; do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; além do Advogado-Geral da União, André Mendonça.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum