Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de janeiro de 2020, 10h41

Bolsonaro insiste em recrutar militares da reserva para o INSS: “Já assinei o decreto”

“Por que militar da reserva? Porque a legislação garante. Se contratar civis, para mandar embora... entra na Justiça, direito trabalhista, complica o negócio", disse Bolsonaro

Jair Bolsonaro durante reunião com Secretários Estaduais de Segurança Pública (Foto: Carolina Antunes/PR)

Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (23) que já assinou o decreto para contratar cerca de 7 mil militares da reserva para tentar conter a crise de atendimento nos postos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), que acumula filas intermináveis em razão da corrida à aposentadoria provocada pela reforma da Previdência.

“Já assinei o decreto. Ontem eu mandei não publicar. Está faltando um pequeno ajuste junto com o TCU. Se o TCU der o sinal verde, publica com a minha assinatura. Caso contrário, publica amanhã com a assinatura do [vice-presidente, Hamilton] Mourão”, disse.

A contratação de militares da reserva tem recebido muitas críticas por privilegiar a caserna e deixar de lado milhares de trabalhadores que buscam recolocação no mercado.

Segundo Bolsonaro, a medida está prevista na legislação e exige menos burocracia que a contratação de civis.

“Por que militar da reserva? Porque a legislação garante. Se contratar civis, para mandar embora… entra na Justiça, direito trabalhista, complica o negócio. Militar é fácil, eu contrato hoje e demito amanhã sem problema nenhum, essa é a facilidade. E o pessoal está clamando por aposentadoria. Não é privilegiar militar, até porque não é convocação, é um convite, é a facilidade que nós temos desse tipo de mão de obra”.

A contratação dos militares será voluntária, sem haver convocação. Eles serão treinados em fevereiro e em março, devendo começar a trabalhar nos postos em abril, recebendo adicional de 30% na reserva remunerada.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum