Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de agosto de 2019, 21h00

Bolsonaro já discute não terminar o mandato, segundo Carta Capital

De acordo com reportagem da revista, o presidente teria dito a um interlocutor, em conversa reservada: “Eu vou embora do Brasil”

Bolsonaro (Foto: Carolina Antunes/PR)

De acordo com reportagem da Carta Capital, Jair Bolsonaro já admite não terminar o mandato presidencial. Segundo a publicação, em conversa reservada em 26 de agosto sobre o país e seu governo, Bolsonaro comentou: “Eu vou embora do Brasil”.

O interlocutor questionou: “Vai levar quem?”. A resposta foi típica de Bolsonaro: “Sou hétero, só minha mulher”. A pessoa que ouvia saiu com a impressão de que Bolsonaro já começa a pensar na possibilidade de não terminar o mandato.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Um dia antes do fato, o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, usou o Twitter para dizer que o pai deveria utilizar as redes sociais para enfrentar jornalistas.

“Quando as pessoas forem hipnotizadas para ter este pensamento será o fim. Sairá o único presidente eleito sem amarras, capaz de mudar o sistema, e entrará um bundão a servir este establishment”, escreveu Eduardo.

Por “bundão” ele se referia, certamente, ao vice-presidente, o general Hamilton Mourão.

CPI

A queda de Bolsonaro voltou a ser assunto em Brasília, depois de deflagrada a crise ambiental na Amazônia. No dia em que ele mencionou a possibilidade de deixar o País, pesquisa revelou que 39% dos brasileiros acham seu governo ruim ou péssimo, 10 pontos acima dos que acham bom ou ótimo.

Existe no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma ação que pede a cassação dele por disseminação de mentiras na campanha. A ação pode ganhar força com a CPI das fake news, que deve ser instalada em breve.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum