Bolsonaro publica vídeo com imagem distorcida e trilha sonora em hospital: “Seguimos progredindo”

Acompanhado do filho Carlos Bolsonaro no luxuoso hospital Vila Nova Star, pela manhã Bolsonaro fez um tuite confuso ligando o ex-presidente Lula à visão do clã sobre Cuba

Após publicar tuite confuso, à la Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), para atacar Lula, Jair Bolsonaro (Sem partido) publicou em suas redes um vídeo distorcido com trilha sonora para mostrar sua evolução no tratamento da obstrução intestinal na manhã deste sábado (17).

“Seguimos progredindo. Bom dia a todos”, diz o tuite junto com o vídeo em que o presidente aparece andando pelo hospital empurrando um pedestal que transporta soro.

O vídeo foi publicado por volta das 10h07 e até às 10h49 seguia disponível na rede.

Internado no luxuoso hospital Vila Nova Star, em São Paulo para tratamento da desobstrução intestinal, Bolsonaro está acompanhado do filho, Carlos, e de assessores.

Pela manhã, ele fez um tuite confuso ligando o ex-presidente petista à visão do clã sobre Cuba. “‘Não desistam do que é certo e do que é necessário fazer… – Ou a cobrança pela fraqueza e desistência será maior do que a dor do momento…’ – E se as gerações de agora já pagam um alto preço… – Imaginem as que virão… (SIC)”, tuitou Bolsonaro.

Junto com as palavras confusas, o presidente divulgou vídeo que teria sido produzido por Luciano Hang, o véio da Havan, com imagens de Lula e Dilma com o líder da revolução cubana, Fidel Castro, editado com imagens da cobertura da mídia liberal sobre os protestos na ilha nos últimos dias.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR