Bolsonaro recomenda leitura “crítica” de artigo de Zé Dirceu: “Ele tá dando recado para alguém”

"Eu conheço a figura desde há muito, desde antes de 91 eu conheço o cidadão ai", afirmou Bolsonaro sobre Zé Dirceu, que em artigo implodiu texto revisionista publicado por Mourão no Estadão

Em conversa com apoiadores na manhã desta quarta-feira (14), quando ameaçou o Supremo Tribunal Federal (STF), Jair Bolsonaro (Sem partido) recomendou a leitura com “olhar crítico” de artigo publicado pelo ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu (PT) sobre “erros do governo” (leia aqui o artigo) e afirmou que o petista estaria “dando recado para alguém”.

Notícias relacionadas

“Teremos um problema sério no Brasil. E hoje, pessoal, recomendo a leitura, lógico com olhar crítico, do escritor José Dirceu, no Poder 360, dando uma declaração sobre os erros do nosso governo – o dele foi uma maravilha”, disse Bolsonaro, sob risos dos apoiadores.

“Ele tá dando o recado para alguém. Não é para mim. Eu conheço a figura desde há muito, desde antes de 91 eu conheço o cidadão ai”, afirmou, conversando com apoiador sobre o retorno de Dirceu ao Brasil, em 1975, à cidade de Cruzeiro do Oeste, após se refugiar em Cuba durante a Ditadura Militar.

No artigo, em que critica um texto revisionista publicado pelo vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), no Estadão, Dirceu classifica como “gravíssima é a tentativa aberta e reiterada de mascarar e apagar da memória o golpe de Estado militar de 1964 e ainda nos vender a mentira de que herdamos da ditadura a atual democracia e Constituição”.

Fidel Castro
Buscando mudar a pauta do dia – concentrada nas decisões do STF, que julga além da decisão de Luís Roberto Barroso sobre a CPI da Covid-19, a sentença de Edson Fachin que devolveu os direitos políticos ao ex-presidente Lula – Bolsonaro ainda citou a Guerrilha do Araguaia e um livro, sem citar o nome, que teria sido escrito por um coronel cubano que foi o “01 da segurança de Fidel Castro”.

“O livro fala o seguinte: que todo mundo que teve em Cuba foi filmado, gravado ou fotografado. O que vocês acham disso? Vocês estariam preocupados com isso?”, indagou Bolsonaro aos apoiadores, dizendo que os apoiadores de “Fidel Castro, Che Guevara estão nas mãos dos caras e vão defender o regime a vida toda”.

“Em dado momento ele fala – tá no livro, tá? – que tem gente aqui para nós na América do Sul está morto, desaparecido, e está muito bem lá”, disse Bolsonaro, que cita ainda outro livro – sem citar o nome – em que o ex-presidente uruguaio José “Pepe” Mujica citaria Dilma Rousseff (PT) censurando uma suposta reunião.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.