Entrevista exclusiva com Lula
12 de novembro de 2019, 08h06

Bolsonaro reduz publicidade na Globo e prioriza “aliados” SBT e Record

Corte nos recursos da Globo representa tentativa de “punir” emissora por supostos ataques ao governo através de suas coberturas jornalísticas

Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) colocou em prática algo que vem ameaçando desde a campanha eleitoral: passar na faca a verba oficial de publicidade a Globo. Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) revelou ainda que Bolsonaro decidiu priorizar emissoras com menos audiência, como Record e SBT, mas que são consideradas aliadas ao Planalto.

O presidente costuma reclamar que a Globo usa seus programas jornalísticos para atacar o governo, mas críticas se acirraram depois que a emissora vinculou seu nome ao assassinato da vereadora Marielle Franco. Neste caso, Bolsonaro pôs em xeque a renovação da concessão da TV em 2022.

Os dados, portanto, indicaram uma inversão de tendência. Até o ano passado, a Globo recebia valores mais próximos do seu share, ou seja, da participação em audiência no total de emissoras ligadas.

Em 2017, ficou com 48,5% dos recursos e, em 2018, 39,1%. Neste ano, com base em dados parciais, a fatia despencou para 16,3%. Os percentuais da Record foram de 26,6% em 2017, 31,1% em 2018 e, agora, 42,6%; os do SBT, 24,8%, 29,6% e 41%, respectivamente.

No entanto, segundo dados do Kantar Ibope, entre janeiro e outubro deste ano a Globo tem 33,1% do público da TV, contra 14,5% do SBT e 13,1% da Record. Os dados se referem às 15 principais regiões metropolitanas.

Com informações da Folha de S.Paulo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum