Fórumcast #19
14 de agosto de 2019, 13h30

Bolsonaro sobre comunistas e corruptos: “Vamos acabar com o cocô do Brasil”

Discurso contra comunistas e corruptos veio logo depois de Bolsonaro criticar mais uma vez os governadores nordestinos: "Esses cabras estão no caminho errado"

Foto: Allan Santos/PR

Após novamente criticar os governadores do Nordeste, durante discurso em Parnaíba, no Piauí, o presidente Jair Bolsonaro chamou comunistas e corruptos de cocô e disse que irá acabar com todos. A declaração ocorreu nesta quarta-feira (14), no estado que é governado pelo petista Wellington Dias.

“Vamos acabar com o cocô do Brasil. O cocô é essa raça de corruptos e comunistas”, disse o presidente. Sob o coro de “mito”, Bolsonaro continuou seu discurso dizendo que vai “varrer essa turma vermelha do Brasil”. “Já que na Venezuela está bom, vou mandar essa cambada para lá. Quem quiser um pouco mais para o norte, vai até Cuba”, finalizou.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Antes de chamar comunistas de cocô, o presidente mencionou que governadores estão querendo separar o Nordeste do Brasil, mas não mencionou nomes. “Esses cabras estão no caminho errado”, disse.

Bolsonaro está em Parnaíba, segunda cidade mais populosa do estado do Piauí, para inaugurar uma escola militar. O discurso foi feito ao lado da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e do prefeito da cidade, Francisco de Moraes Souza, o Mão Santa (MDB). Ambos foram elogiados por Bolsonaro na ocasião.

Veja também:  PSOL vai à PGR para barrar censura na Ancine e acusa Bolsonaro de improbidade

O presidente classificou sua gestão como “cristã” e disse que as escolas estão acabando com a ideologia de gênero, que, segundo ele, é “coisa do capeta”. Além disso, defendeu o uso de armas: “O povo armado não será subjugado. Arma é sinônimo de força e liberdade”.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum