sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Bolsonaro usa reportagem chapa-branca da Record para atacar jornais: “Perderam a mamata”

Após receber as bençãos de Edir Macedo no sábado (2), Jair Bolsonaro usou nesta quarta-feira (4) uma reportagem chapa-branca do Jornal da Record, telejornal da emissora que pertence ao bispo da Igreja Universal, para atacar jornais impressos, que estariam buscando reverter a Medida Provisória que desobriga a publicação de balancetes de empresas privadas nas publicações.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Os donos desses jornais, para não perderem a mamata, já articulam para derrubar a MP”, tuitou Bolsonaro, que chegou a dizer que quebraria o jornal Valor Econômico, comemorando a medida.

A reportagem, que faz campanha pela medida, tenta pressionar, ao final, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para colocar a proposta do presidente em votação. Ele afirma, no entanto, que não há data para a votação da MP.

Chapa-branca
Abastecidas com recursos do governo, SBT e Record tem sido as duas emissoras na linha de frente do bolsonarismo, fazem o chamado “jornalismo chapa-branca”, termo usado no meio para definir jornalistas e veículos que se alinham a pautas de governos em troca de patrocínios, recursos financeiros ou benefícios editoriais.

Atuando como porta-vozes de Bolsonaro, ministros e dos filhos do presidente, as duas emissoras são as maiores favorecidas pelas verbas publicitárias do governo, superando inclusive a TV Globo.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.