sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

Bolsonaro usa reportagem da Record contra Globo: “Corrupção para valer é com a família Marinho”

Bolsonaro compartilhou reportagem de quase 8 minutos do Jornal da Record sobre delação de Sérgio Cabral, que cita a Globo como beneficiária de sistema de corrupção. Inquéritos abertos a partir da delação do ex-governador, no entanto, foram arquivados por Dias Toffol, do STF

Jair Bolsonaro abriu mais uma frente de sua guerra ao lado do bispo Edir Macedo contra a Rede Globo, da família Marinho, em uma publicação no Twitter na manhã desta quinta-feira (17).

No tuíte, Bolsonaro compartilha uma reportagem de quase 8 minutos da edição desta quarta-feira (16) do Jornal da Record que tem como título “O Lado oculto do Império: Globo fez pacto com Sérgio Cabral para garantir transmissão das Olimpíadas”.

“Corrupção para valer é com a família Marinho”, escreveu Bolsonaro na publicação.

A reportagem da Record usa delação do ex-governador Sérgio Cabral para ligar o grupo Globo ao suposto esquema de compra de votos no Comitê Olímpico Internacional que escolheu o Rio de Janeiro como sede dos jogos de 2016. Antes de deixar a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli arquivou todos os inquéritos relacionados à delação de Cabral.

“Se aproveitando da relação próxima com Cabral, os executivos da Globo fizeram um pacto: assegurar, a qualquer custo, a compra exclusiva dos direitos da Olímpiada. O medo era perder, mais uma vez, o direito de transmissão para a concorrência”, diz a reportagem.

Nas imagens, Sérgio Cabral aparece em fotos ao lado dos irmãos Roberto Irineu e José Roberto Marinho e do então prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), principal adversário de Marcelo Crivella (Republicanos), que é primo de Edir Macedo, na disputa à Prefeitura da capital fluminense.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.