Bolsonaro volta a atacar alunos de universidades: “Fazem tudo, menos estudar”

“Entre as 200 melhores universidades do mundo, tem alguma brasileira? Não tem! Isso é um vexame”, disse o presidente

Depois de afirmar que colocaria no “pau de arara” o ministro do seu governo que fosse pego em atos de corrupção, Jair Bolsonaro voltou a atacar os universitários brasileiros. Durante discurso, nesta quinta-feira (12), em Palmas (TO), o presidente disse que os alunos fazem “tudo, menos estudar”.

“Entre as 200 melhores universidades do mundo, tem alguma brasileira? Não tem! Isso é um vexame! O que que se faz em muitas universidades e faculdades do Brasil, o que o estudante faz? Faz tudo, menos estudar”, afirmou Bolsonaro.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Ele parece ter se esquecido que, durante o primeiro ano de seu mandato, o governo, principalmente por meio do ministro da Educação, Abraham Weintraub, promoveu uma série de cortes nos investimentos em universidades e institutos federais.

Na sequência, o presidente fez outro questionamento: “Temos algum Prêmio Nobel no Brasil?”. A pergunta surgiu após ele ter falado a respeito do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa).

“Milagre”

“A China está em primeiro lugar, nós estamos nos últimos. Qual a tendência, que poucos falam? Têm vergonha de falar, porque, ó, é desrespeito. Não é desrespeito, é uma realidade. São melhores, vão viver melhores. Quantos e quantos outros países na nossa frente”, acrescentou.

Bolsonaro afirmou, também, que “o Brasil não vai sair do buraco por causa de uma pessoa só. O meu nome é Messias também, mas não faço milagre”, disse.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR