Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de julho de 2019, 11h44

Canal público de notícias da Alemanha diz que Bolsonaro é “messias em decadência”

Artigo publicado pelo site Deutsche Welle começa fazendo um resumo do que marca o estilo de Bolsonaro e seu governo: “Vídeos obscenos, fanfarronice, muitos tuites e pouca política real"

Matéria do DW com balanço do governo de Bolsonaro. (Foto: Reprodução)

Após seis meses de governo de Jair Bolsonaro, alguns meios vêm realizando reportagens e artigos com um balanço deste início de gestão, e não somente no Brasil. O DW (Deutsche Welle), canal público de notícias da Alemanha, publicou nesta segunda-feira (1) uma matéria que traz a leitura do primeiro meio ano da extrema direita no Planalto, com um título nada animador: “Bolsonaro, o ‘messias’ em decadência”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A análise começa fazendo um resumo do que marca o estilo do presidente e seu governo: “Vídeos obscenos, fanfarronice, muitos tuítes e pouca política real. Em seus seis turbulentos meses como presidente, Jair Messias Bolsonaro perdeu muito capital político e decepcionou aqueles que acreditaram em suas promessas. O balanço: somente 32% dos brasileiros estão satisfeitos com seu trabalho, segundo pesquisa recente, e a tendência é que continue em queda”.

Um dos problemas que o DW aponta para explicar a frustação da opinião pública com Bolsonaro é o fato dele estar perdendo o discurso da luta contra a corrução “seu próprio partido, o PSL (Partido Social Liberal), está sendo julgado por irregularidades no financiamento da campanha. Além disso, seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, está envolvido em duvidosas transações e por manejar irregularmente os salários dos empregados do seu gabinete, do qual fazem parte representantes do submundo do Rio de Janeiro”.

A reportagem observa a difícil relação do governo com o Legislativo e a incapacidade de aprovar seus projetos mais simbólicos. “Os mercados já notaram que Paulo Guedes (ministro da Economia) tem dificuldades para cumprir com sua agenda, e foi pessoalmente atingido pelo fato de o Congresso estar descaracterizando completamente o seu projeto de reforma previdenciária, com diversas alterações”.

A matéria também traz uma análise do cientista político Oliver Stuenkel, da FGV (Fundação Getúlio Vargas), sobre o comportamento pessoal de Bolsonaro: “ele continua tentando manter seu discurso antipolítica. Duvido que realmente tenha vontade de governar da forma tradicional, já que este é um desafio difícil, requer um grande conhecimento da natureza humana e o interesse de buscar o consenso. Creio que ele não tem a competência necessária”.

Vale lembrar que o DW foi o mesmo que criticou o governo Bolsonaro em março passado, por uma matéria que descrevia o envolvimento da família com milícias e casos de corrupção como o “Laranjal do Queiroz”, levando o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a publicar uma furiosa e ofensiva resposta em seu Twitter, comparando a Alemanha atual com a dos tempos do nazismo: “Lamentável que um canal público alemão escreva isso do Brasil. Essa sua descrição se parece mais com o que a própria Alemanha fez com as crianças judias e tantos outros milhões de torturados e mortos em seus campos de concentração…”. Só faltou dizer que a chanceler Angela Merkel é de esquerda.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum