#Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de outubro de 2019, 08h32

Carlos Bolsonaro bloqueia colunista do Estadão na conta do pai e é desautorizado mais uma vez

Esta já é a segunda vez em poucos dias que Carluxo é desautorizado pelo pai em postagens que faz na sua conta do Twitter

Foto: Reprodução Facebook

A colunista do Estadão e da Rádio Jovem Pan, Vera Magalhães, foi bloqueada, nesta terça-feira (22), pelo presidente Jair Bolsonaro, na sua conta do Twitter. A jornalista reagiu: “Transparência. A gente vê por aqui. E aí volta a velha questão: um presidente que se comunica pelo Twitter pode bloquear jornalistas?”.

No rastro do crime ambiental nas parias do Nordeste: Ajude a Revista Fórum a mergulhar na realidade dessa grande tragédia

“Transparência. A gente vê por aqui. E aí volta a velha questão: um presidente que se comunica pelo Twitter pode bloquear jornalistas? A discussão não diz respeito a mim nem ao Brasil, é mundial. E esse block certamente não me impedirá de ter acesso ao que Bolsonaro postar.”

Logo em seguida, Vera Magalhães repostou resposta do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) onde ele avisa: “Aí, meu pai te desbloqueou”.

Logo depois, a jornalista ainda postou:

Pronto, o @CarlosBolsonaro me desbloqueou na conta do pai @jairbolsonaro. Presidente, não passou da hora de acabar com isso? É um tanto embaraçoso seu filho expor o senhor a esse tipo de situação.”

Reincidente

Carlos Bolsonaro pediu desculpas nas redes, no início da tarde da quinta-feira (17), por ter tuitado na conta do seu pai sem a autorização do mesmo.

“Eu escrevi o tweet sobre segunda instância sem autorização do Presidente. Me desculpem a todos! A intenção jamais foi atacar ninguém! Apenas expor o que acontece na Casa Legislativa!”

Com a mensagem, Carluxo não só assumiu que é ele mesmo quem escreve os tuítes do pai, como também, vez ou outra, coloca os pés pelas mãos e é desautorizado pelo próprio.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum