terça-feira, 20 out 2020
Publicidade

Cidadania protocola mandado no STF contra nomeação de Eduardo Bolsonaro à embaixada

O partido Cidadania protocolou, nesta sexta-feira (9), um mandado de segurança coletivo no Supremo Tribunal Federal (STF), com pedido de liminar. O objetivo é impedir a nomeação de Eduardo Bolsonaro para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

De acordo com o mandado, “a indicação para assunção da função de Chefe de Missão Diplomática nos Estados Unidos da América do Sr. Eduardo Nantes Bolsonaro, cargo de grande prestígio e complexidade da diplomacia brasileira, seria flagrante violação à Súmula Vinculante nº 13, pois se trataria de evidente nepotismo”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Em julho, o deputado federal Marcelo Calero (Cidadania/RJ) havia protocolado um projeto de lei, que previa que somente integrantes do quadro de carreira diplomática do Ministério das Relações Exteriores pudessem ser indicados como chefes de missão diplomática.

Aprovação

Nesta sexta (9), Jair Bolsonaro havia confirmado o recebimento de aprovação dos Estados Unidos à indicação do filho.

Na sequência dessa informação, Eduardo passou a fazer contatos com os senadores que fazem parte da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. Eles devem analisar sua indicação ao cargo.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.