Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de outubro de 2019, 07h35

Da China, Bolsonaro tenta protagonizar sobre auxílio a pescadores do Nordeste anunciado por Alcolumbre

Em viagem a Alagoas e Sergipe, Davi Alcolumbre anunciou a assinatura de um decreto para prolongar, por mais 2 meses, o pagamento do seguro-defeso a 60 mil pescadores afetados pela tragédia ambiental

Bolsonaro, na China, e Davi Alcolumbre, no Nordeste (Montagem)

Divulgando teorias da conspiração e ignorando a tragédia que as manchas de óleo estão causando na vida das pessoas que vivem no litoral nordestino, Jair Bolsonaro (PSL), que cumpre agenda na China, resolveu entrar na disputa do auxílio que será pago a pescadores da região anunciado nesta quinta-feira (24) pelo presidente interino, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

“60 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão seguro defeso e R$59,9 milhões serão utilizados em novembro. O @mdregional_br também libera recursos, assim como a @marmilbr, @mmeioambiente e outros órgãos atuam na região desde o dia 2/set”, tuitou Bolsonaro, tentando minimizar a inação do governo no caso, que começou a poucos dias.

No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste: Ajude a Revista Fórum a mergulhar na realidade dessa grande tragédia

Em viagem a Alagoas e Sergipe, Davi Alcolumbre anunciou a assinatura de um decreto para prolongar, por mais 2 meses, o pagamento do seguro-defeso a 60 mil pescadores afetados pela tragédia ambiental.

Alcolumbre anunciou ainda que vai editar uma Medida Provisória (MP) para liberar recursos emergenciais aos municípios nordestinos atingidos pela mancha de óleo. “[Uma MP] para que os recursos cheguem na ponta, para que os estados e municípios possam de fato promover um aporte num contingente de trabalhadores nessas regiões, que já tiraram mais de mil toneladas desse rejeito das praias do Nordeste”, disse.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum