#Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de setembro de 2019, 14h43

Dados do Inpe confirmam aumento de 196% de queimadas no bioma Amazônia em agosto

Somente no mês foram registrados 30.901 focos ativos, contra 10.421 em relação ao mesmo período de 2018

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

No país de Jair Bolsonaro, as queimadas no bioma Amazônia tiveram um avanço de 196% em agosto de 2019, atingindo nada menos do que 30.901 focos ativos, contra 10.421 em relação ao mesmo período de 2018.

Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional e Pesquisas Espaciais (Inpe), com base em imagens de satélite.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

No caso de todo o território do país, as queimadas também aumentaram: foram 51.936 focos em agosto, aumento de 128% em relação ao mesmo mês de 2018, quando foram registrados 22.774 focos. São os maiores números registrados para agosto desde 2010, ainda de acordo com dados do Inpe.

Entre janeiro e agosto foram 90.501 focos no país todo, contra 52.926 no mesmo período do ano passado, o que representa aumento de 71%.

De janeiro a agosto de 2019 foram registradas 46.825 queimadas na região amazônica. No mesmo período de 2018, foram 22.165 focos ativos na região, o que equivale a um crescimento de 111%.

Amazônia Legal

A Amazônia Legal (totalidade do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e parte do Maranhão) também teve aumento nas queimadas.

Em agosto de 2019 ocorreram 39.177 focos de queimadas. No mesmo período de 2018 foram 15.001, o que significa aumento de 161% neste ano.

Na comparação de janeiro a agosto de 2019 também houve crescimento das queimadas na Amazônia Legal: 64.386 focos contra 33.632 no mesmo período de 2018, aumento de 91%.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum