Entrevista exclusiva com Lula
03 de julho de 2019, 20h31

Damares reclama do orçamento e diz: “Não sei se permaneço como ministra”

Titular da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se desapontou quando soube da lista que circulou no Congresso Nacional que excluía seu ministério das prioridades para receber recursos públicos

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, admitiu, nesta quarta-feira (3), ter ficado “muito triste” com uma lista que circulou no Congresso Nacional e excluía sua pasta das consideradas prioridades para receber recursos públicos.

Ela revelou que fez uma dura reclamação internamente no governo e que, por isso, seu cargo pode estar ameaçado. Damares participou de seminário sobre adoção, que ocorreu nesta quarta no ministério.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“Muita ira”

“Eu fui muito dura com quem fez a lista. Fui muito dura. Acho que os ministros não precisavam ter lido o que eu escrevi, mas eu escrevi com ira, muita ira… Não sei se eu permaneço ministra depois do que eu escrevi hoje”, declarou, sem revelar a quem foram endereçadas suas críticas.

A lista é vista por integrantes do ministério de Damares como uma interferência da Casa Civil no processo de escolha do destino de emendas parlamentares. A crítica pública seria uma forma de deixar claro o descontentamento da pasta.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum