sábado, 26 set 2020
Publicidade

Datafolha: Núcleo duro do bolsonarismo é de 12% da população

Uma análise assinada pelo diretores do Datafolha, Mauro Paulino e Alessandro Janoni, revela que o núcleo duro de apoio a Jair Bolsonaro é de 12% da população, abaixo das previsões da Fórum, que estimava em 15% esse número.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Segundo o texto, foram utilizadas na análise três variantes: o voto declarado no segundo turno da eleição do ano passado, a avaliação que o eleitor faz da atual administração e o grau de confiança nas palavras do presidente.

Com o cruzamento desses dados, os bolsonaristas “heavy”, como propõe o Datafolha a partir de nomenclatura usada em pesquisas de opinião, seriam aqueles que votaram em Bolsonaro, classificam sua gestão como ótima ou boa e dizem confiar muito nas suas declarações – que estaria refletido nesses 12% mostrados no levantamento.

No extremo oposto, são classificados como críticos “heavy” do atual presidente 30% dos brasileiros. São entrevistados que não votaram nele, reprovam sua gestão e nunca confiam no seu discurso.

Brancos e aposentados
De acordo com a análise, como prova da fidelidade a Bolsonaro, a maioria dos que compõem esse subconjunto, ao contrário de todos os outros, concorda majoritariamente com as frases de conteúdo pejorativo proferidas pelo presidente nos últimos meses. A única que não consegue aderência tão expressiva é a que sugere o “cocô dia sim, dia não” para combater a poluição ambiental.

São na maioria homens, com participação masculina superior em seis pontos percentuais à média de eleitores bolsonaristas. São mais velhos do que o total da população —metade tem mais de 35 anos e quase um terço possui 60 anos ou mais.

Leia a análise na íntegra

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.