Deputado Paulo Pimenta quer CPI da Mamata para investigar R$ 15 milhões de Bolsonaro com leite condensado

"Acabou a mamata?", indagou Pimenta, que anunciou que pedirá ainda hoje informações sobre gastos R$ 1,8 bilhão do governo Jair Bolsonaro com produtos de supermercado

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou que vai começar uma mobilização entre parlamentares na Câmara Federal para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) – a CPI da Mamata ou CPI da Barriga Cheia – para investigar o gasto de R$ 1,8 bilhão com produtos de supermercado pelo governo Jair Bolsonaro em 2021 – sendo R$ 15.641.777,49 apenas com leite condensado.

“O que é isso? É um estoque! R$ 15.641.777,49 só em leite condensado. Isso dá 2.604.000 caixinhas de leite condensado, 217 mil caixinhas por mês e 7.204 caixinhas por dia. Acabou a mamata? Vamos fazer a CPI da Barriga Cheia”, afirmou Pimenta, anunciando que “com certeza eu vou entrar com pedido de informação hoje”.

Além dos itens de “cesta básica”, chamam atenção os R$ 16,5 milhões gastos em batata frita embalada, R$ 13,4 milhões em barra de cereal, R$ 12,4 mi em ervilha em conserva, R$ 21,4 mi em iogurte natural. Só em goma de mascar, foram R$ 2.203.681.

Em 2019, primeiro ano de governo, os gastos com leite condensado foram ainda maiores: R$ 26 milhões, segundo o portal de compras do governo.

Confira aqui o levantamento do Metrópoles

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR