terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Deputados querem convocar Ministro da Defesa após Exército se calar sobre produção de cloroquina

Os deputados petistas Rogério Correia (MG), Alexandre Padilha (SP) e Jorge Solla (BA) entraram com requerimento nesta quarta-feira (15) para convocar o Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, para prestar esclarecimentos sobre a produção da cloroquina nos laboratórios das Forças Armadas junto à Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19 após o Exército se recusar a fornecer essas informações.

“Ao insistir na produção da cloroquina em larga escala o governo ultrapassa qualquer razoabilidade de gestão pública por despender assim significativos recursos em uma ação sem retorno comprovado. Reforçamos que é urgente o comparecimento do Ministro da Defesa na Câmara dos Deputados”, dizem os deputados no requerimento.

Há mais de um mês o diretor do Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército, coronel Haroldo Paiva Galvão, se recusa a responder uma série de perguntas da comissão externa da Câmara que acompanha as ações sobre o coronavírus no Brasil.

Em ofício encaminhado ao militar no dia 4 de junho, com prazo de 10 dias para as respostas, a comissão encaminha as seguintes perguntas:

  • Por qual ordem e procedimento o Laboratório começou a produzir Cloroquina;
  • Quanto foi gasto até o momento com a produção de Cloroquina;
  • Qual o volume de produção de Cloroquina;
  • Qual parâmetro científico foi utilizado para determinar que este Laboratório
    produza a Cloroquina;
  • Desde quando estão produzindo a Cloroquina; e
  • Se já encaminharam Cloroquina para os hospitais. Se afirmativo, para quais.

Leia a íntegra das perguntas encaminhadas ao Exército e do requerimento que pede a convocação do Ministro da Defesa

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.