Dia do Soldado: Bolsonaro discursa no QG do Exército, onde bolsonaristas marcam ato

Bolsonaro deve discursar em evento no QG do Exército nesta quarta, 25 de agosto. Ex-assessor promete levar "caravana" de reservistas das Forças Armadas para ato em apoio ao presidente, em uma prévia do 7 de Setembro

A comemoração do Dia do Soldado nesta quarta-feira, 25 de agosto, pode dar um panorama do que os apoiadores de Jair Bolsonaro (Sem partido) pretendem fazer no próximo dia 7 de Setembro.

Bolsonaro deve discursar nesta quarta-feira no Quartel-General do Exército, onde deve ditar os rumos para os apoiadores. Militares temem que o presidente eleve o tom e faça uso político do evento, como fez da entrega do convite para a Operação Formosa, no Planalto.

Durante o evento, Waldir Ferraz, ex-assessor e espécie de “faz-tudo” de Bolsonaro no Rio, pretende levar para frente do QG um grupo de bolsonaristas para um ato em apoio ao presidente.

Tratado por Bolsonaro como Jacaré, Ferraz, que ocupa um cargo comissionado no governo Cláudio Castro (PSC), no Rio, foi um dos principais organizadores da primeira motociata em apoio ao presidente, ocorrida na capital fluminense.

Ferraz convocou principalmente reservistas das Forças Armadas que serão levados à Brasília em “uma espécie de caravana, com ônibus alugados”. A frente do QG do Exército já foi palco de manifestações golpistas em abril de 2020, quando Bolsonaro discursou para apoiadores.

Em sua página no Facebook, o ex-assessor mantém em destaque a agenda da “caravana”, que prevê um encontro com Bolsonaro no cercadinho do Palácio da Alvorada logo pela manhã.

“Waldir Ferraz convoca todos os veteranos FAFA [NR.: Forças Armadas], que tem como bandeira: Família, Pátria Livre e Propriedade Privada, à participarem do nosso 1º Encontro Nacional”, diz o texto destacado na página do ex-assessor de Bolsonaro.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR