Doria pode levar Bolsonaro ao SPC por multa em motocada

Além do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, também foram autuados

Publicidade

A multa aplicada pelo governo João Doria (PSDB) por Jair Bolsonaro (Sem Partido) não usar máscara durante aglomeração com apoiadores após a motocada realizada em São Paulo no dia 12 de junho pode levar o presidente ao SPC e à Serasa.

A multa foi enviada ao Planalto na segunda-feira (14) e Bolsonaro tem 10 dias para pagar ou recorrer. Caso ignore, o que costuma fazer, o presidente terá seu nome cadastrado na dívida ativa do Estado e será alvo de um processo da procuradoria.

O processo levará Bolsonaro a constar em listas de pessoas com débitos, como SPC e Serasa.

Além de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, também foram autuados. Todos estavam sem máscaras. O valor da multa é de R$ 552 para cada um.

Com informações da coluna de Bela Megale, no jornal O Globo.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR