Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de agosto de 2019, 08h52

Economia não recuperou 40% do que perdeu desde o período do golpe contra Dilma

De acordo com um estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) é a primeira vez que um governo não está contribuindo para a recuperação da economia. Passados mais de dois anos desde o golpe, ainda faltam R$ 338 bilhões para que o PIB volte ao patamar pré-crise

Bolsonaro e Paulo Guedes - Foto: Isac Nóbrega/PR

O governo de Jair Bolsonaro (PSL) conseguiu recuperar apenas 30% do que o país perdeu na última recessão econômica, de 2014 a 2016. Passados mais de dois anos desde o golpe contra o governo de Dilma Rousseff, ainda faltam R$ 338 bilhões para que o PIB (Produto Interno Bruto) volte ao patamar pré-crise.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

De acordo com um estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), divulgado pelo Estadão, é a primeira vez que um governo não está contribuindo para a recuperação da economia. Depois de mais de dois anos de crescimento, o PIB ainda permanece 5,3% abaixo do nível pré-recessão.

“A administração pública normalmente crescia durante as recessões, porque era uma forma de o governo tentar ativar a economia. Então acabava investindo e ajudando a movimentar um pouco a economia. Só que agora, sem dinheiro, com essa relação dívida x PIB alta, o governo está sem recursos para poder investir”, ponderou Juliana Trece, pesquisadora do Ibre/FGV e responsável pelo levantamento.

O economista-chefe do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), Rafael Cagnin, também lamenta o baixo crescimento.“O governo levou quase nove para descobrir que além do problema de oferta também tem problema de demanda, fazendo com que esse ano seja realmente decepcionante. Mesmo que a gente fique numa estabilidade, é uma interrupção no processo de recuperação, não ajuda a entrar num processo que retroalimenta a economia”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum