Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de setembro de 2019, 07h46

Eduardo Bolsonaro divulga “honrados conservadores” que estão na “lista negra” da imprensa inimiga

Além do irmão, Carlos Bolsonaro, lista de Eduardo tem Olavo de Carvalho no topo, além de uma série de ministros e influenciadores digitais doutrinados pelo astrólogo, mentor intelectual do governo

Eduardo Bolsonaro e Olavo de Carvalho (Reprodução/Youtube)

Em sua cruzada contra a mídia inimiga, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) divulgou nesta quinta-feira (12) o perfil no Twitter de “todas as pessoas que se aproximam de JB ou que se destacam no combate ao sistema entram na lista negra da extrema imprensa”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Em primeiro na lista dos “honrados” está o guru ideológico do clã Bolsonaro e mentor do governo, o astrólogo Olavo de Carvalho, seguido pelo vereador licenciado Eduardo Bolsonaro (PSC-RJ), irmão do deputado.

Além de ministros, como Ernesto Araújo e Abraham Weintraub, e assessores do governo, como Filipe Martins, a lista de Eduardo inclui nomes de propagadores de fake news nas redes, como dos “digital influencers” bolsonaristas Allan dos Santos, Leandro Ruschel e Bernardo Kuster, além do cineasta Josias Teófilo. Todos têm algo em comum, são doutrinados de Olavo de Carvalho.

Imprensa inimiga
Do hospital, onde se recupera de uma cirurgia para corrigir uma hérnia, Bolsonaro classificou nesta quinta-feira “parte da grande imprensa” como inimiga.

“- Enquanto lutamos entre nós o inimigo se fortalece. – Não temos como agradar a todos, vasculham minha vida e de minha família desde 1988, quando me elegi vereador. – Nossa inimiga: parte da GRANDE IMPRENSA. Ela não nos deixará em paz. Se acreditarmos nela será o fim de todos”, tuitou o presidente, minutos depois da divulgação da lista pelo filho.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum