Em ataque a Tite, Mourão ironiza: “Cuiabá está precisando de um técnico, aí, não tá?”

Saudosista da Ditadura Militar, Mourão falou que é "do tempo que jogador de futebol, quando era convocado para seleção brasileira, era considerado uma honra"

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) desferiu um ataque contra o técnico da seleção brasileira de futebol, Tite, que tem resistido a disputar a Copa América no Brasil e, em tom de ironia, sugeriu que o profissional peça demissão.

Notícias relacionadas

Saudosista da Ditadura Militar, Mourão falou na manhã desta segundo-feira (7) que é “do tempo que jogador de futebol, quando era convocado para seleção brasileira, era considerado uma honra”.

“O técnico, ele não quer mais, não quer, o Cuiabá está precisando de um técnico, aí, não tá? Então leva lá, sai, pede o boné. Acho que isso é uma discussão, neste momento, totalmente disfuncional”, afirmou o vice-presidente ma chegada ao Palácio do Planalto.

Mourão ainda minimizou a decisão da cúpula do Exército, que não puniu o general Eduardo Pazuello, que está na ativa, por participar de ato político com Jair Bolsonaro (Sem partido).

“Já dei minha opinião como aquele estado entre a dúvida e a certeza, que vocês sabem disso. Eu não comento a decisão e, por disciplina intelectual, esse assunto é página virada e segue o baile”, afirmou.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR