Em inglês, Gilmar Mendes desmente Ernesto Araújo no Twitter: “Fake News!”

Chanceler brasileiro acusou, também em inglês, CNN dos EUA de "entender tudo errado sobre o Brasil e a Covid", culpando o STF pela inação de Bolsonaro na pandemia

Em inglês, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, desmentiu no Twitter o ministro de Relações Exteriores do governo Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo, que em publicação também em inglês disse que “após uma decisão da Suprema Corte de abril de 2020, os Governadores Estaduais – não o Presidente – têm, na prática, toda autoridade para estabelecer / administrar todas as medidas de distanciamento social”, ao apontar “erros” em reportagem da CNN dos Estados Unidos.

“FAKE NEWS! Aí está o fato: o Supremo Tribunal Federal decidiu que as administrações federal, estadual e municipal têm competência para adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo desastre que enfrentamos”, escreveu Mendes no final da noite desta quarta-feira (11), compartilhando o tuite do chanceler.

Na reportagem da CNN, o infectologista Dennis Carrol faz comentários sobre a inação do governo Bolsonaro sobre o dia em que o Brasil bateu recorde de mortes pelo coronavírus, com mais de 2,1 mil óbitos, e superou os EUA na média de vítimas fatais nos últimos 14 dias.

Araújo tuitou dizendo que a “CNN entende tudo errado sobre Brasil e Covid” e começa a repetir o discurso de Bolsonaro, sobre a decisão do STF, além da transferência de recursos para os Estados e o pagamento do auxílio emergencial, que só foi pago após aprovação e pressão da Câmara Federal.

O chanceler ainda aproveitou para adular Jair Bolsonaro, dizendo que o presidente “sempre foi particularmente sensível à situação difícil dos brasileiros”.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR