Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de setembro de 2019, 08h39

Em meio a cortes, governo Bolsonaro autoriza R$ 4,7 bi de vantagens para militares em 2020

Montante seria o suficiente para recompor, com sobras, gastos das bolsas de pesquisa da Capes, que estão com metade do orçamento previsto para o próximo ano

Foto: Marcos Corrêa /PR

Depois de anunciar diversos cortes no orçamento federal de 2020, passando na faca importantes projetos sociais, o governo de Jair Bolsonaro (PSL) autorizou o investimento de R$ 4,7 bi só na criação de vantagens para a carreira de militares. Montante decorre de benefícios instituídos pela reforma previdenciária das Forças Armadas.

INSCREVA-SE para receber conteúdos exclusivos da entrevista do Rovai com o presidente Lula

Entre as propostas do texto, estão o aumento do adicional de habilitação, recebido por militares que passam por cursos de qualificação, e a criação do chamado “adicional de disponibilidade”. Benefícios são contrapartida às exigências de maiores contribuição e tempo de serviço para as pensões.

A justificativa, para defensores do projeto, é a “dedicação exclusiva e a prontidão permanente dos profissionais”. Atualmente o texto tramita na Câmara dos Deputados.

No entanto, para arcar com estes gastos, o governo é forçado a comprimir atividades e programas considerados “não obrigatórios”. O arrocho atinge em cheio o custeio, categoria que engloba diferentes atividades, como bolsas de estudo.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, já anunciou o corte da metade do orçamento da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) em 2020. Foram reservados somente R$ 2,2 bilhões para a Capes frente os R$ 4,3 bilhões previstos neste ano.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum