Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de agosto de 2019, 06h20

Ernesto Araújo diz que governo Bolsonaro é vítima da “esquerda foro-de-são-paulina” na questão da Amazônia

Em uma sequência delirante no Twitter, o chanceler olavista afirmou ainda que o Brasil virou alvo de uma campanha "feroz e injusta" no tema ambiental porque Bolsonaro está "reerguendo o Brasil"

Ernesto Araújo e Bolsonaro com Olavo de Carvalho (Reprodução)

Em uma sequência delirante no Twitter no fim da noite desta quinta-feira (22), o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, ignorou às críticas e apelos internacionais – que partem de um amplo espectro e envolve de governantes europeus à Nasa – para dizer que o governo Jair Bolsonaro é vítima da “esquerda foro-de-são-paulina” na questão do desmatamento e incêndios na Amazônia.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Incapaz de convencer os brasileiros do contrário, a esquerda foro-de-são-paulina recorre a seus aliados na mídia internacional e à caixa de ressonância dos ambientalistas radicais (manipulados por décadas de propaganda) para atacar o seu próprio país e questionar sua soberania”, disse o chanceler, discípulo de Olavo de Carvalho, em um dos seis tuítes publicados.

Araújo disse que o Brasil virou alvo de uma campanha “feroz e injusta” no tema ambiental porque Bolsonaro está “reerguendo o Brasil”.

“Está fazendo o Brasil atuar como país grande, colocando seu peso em favor da liberdade e dignidade humana, contra a ideologia de gênero e outros mecanismos de controle psicossocial, defendendo integração aberta e democracia na América do Sul, tirando o Foro de S. Paulo da toca”, tuitou Araújo, dizendo que esses “avanços” incomodam as forças nacionais e internacionais que “querem recolonizar o Brasil”. “Não conseguirão”, finaliza.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum