Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de agosto de 2019, 12h31

Estudante de 18 anos é agredida por mulher bolsonarista em academia no RJ

"Minha filha levou socos e tapas só porque discordou da opinião”, disse Aline Cristina, mãe da jovem. Isabella disse a policiais que foi chamada de "vagabunda, alienada, infantil e idiota", foi jogada contra a parede e bateu fortemente a cabeça

Foto: Reprodução

A estudante de Ciência Política da Unirio, Isabella, de 18 anos, foi agredida em uma academia na Zona Sul do Rio de Janeiro por discordar de mulher que exaltava o presidente Jair Bolsonaro. Ela foi atacada pelas costas ao sair do banheiro e bateu a cabeça.

“Minha filha levou socos e tapas só porque discordou da opinião”, disse Aline Cristina, mãe da jovem. Isabella disse a policiais que foi chamada de “vagabunda, alienada, infantil e idiota”, foi jogada contra a parede e bateu fortemente a cabeça.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“A agressora, de nome HELOIZA TAVARES FONTANET, esperou minha filha sair do vestiário e a pegou pelas costas, a jogou na parede e desferiu, entre socos e tapas, várias garrafadas em sua cabeça. Tudo porque Heloiza não aceitou que minha filha discordasse da sua opinião”, conta Aline em publicação.

O caso aconteceu na academia Body Tech de Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo o relato, Heloiza gritava a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro dentro do banheiro.

Aline pediu um posicionamento da BodyTech e o banimento de Heloiza da rede de musculação. “Body Tech Botafogo espero que a Sra. Heloisa seja banida da Academia e proibida de frequentar qualquer outra unidade da rede. Essa louca, criminosa, intolerante, mataria minha filha se estivesse armada e se a amiga da minha filha e os funcionários da Academia não tivessem tirado essa psicopata de cima dela”, declarou.

Heloiza Fontanet, em sua página de Facebook, compartilha diversas postagens agressivas a favor do presidente Jair Bolsonaro e bloqueou o perfil logo após a repercussão do caso em grupo de Facebook.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum